terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Especial Carnaval #1

Cadê a pessoa que ia começar a escrever sobre o carnaval no dia 05/02/2014 (dia seguinte à postagem anterior)??? Cadê??? Cadê??? Aqui :-)

A semana passada teve uma corridinha inesperada e eu fiquei sem tempo para a postagem. Desta vez, não foi desleixo... foi falta de tempo mesmo!!!

Aqui na Bahia, o carnaval começa dia 27/02 (sim, uma quinta-feira). Mas, já estamos em clima de festa com os ensaios de verão (aqueles que ensaiam, ensaiam e não estreiam nada), os shows de finais de semana, os turistas pipocando na cidade e tudo mais que faz do baiano um povo pra lá de festeiro!!!

Todo ano os jornais enchem o saco com a questão dos cuidados com a saúde: prefira comidas leves, beba bastante água, use sapatos confortáveis e toda aquela lenga lenga que a gente até ouve. Mas....  daí a por em prática são outros quinhentos!!!

Como eu estou disfarçada de repórter, vou fazer a linha utilidade pública também!!! Mas, para não cair na mesma ladainha sobre o que devemos comer, beber e/ou usar no carnaval, vou fazer o contrário: vou mostrar o que NÃO fazer (o que dá no mesmo, mas eu tenho que apresentar alguma coisa, neh?!)!!! Com imagens diretas da nossa câmera Google Imagens, vamos a nossa matéria do dia:

"Imagem Vinheta"

Agora sim, vamos as nossas dicas :-)

1 - Não coma em lugar sujo!!!
Estão vendo o detalhe da unha do tio aí??? Pois! Tu acha mesmo que uma pessoa que mantém a própria unha nessas condições, tá preocupado em lavar os tomates que vão no molho do cachorro quente ou mesmo limpar a grelha do churrasquinho??? Eu tenho minhas dúvidas. Com zilhões de barraquinhas espalhadas no circuito, comer na rua é, praticamente, inevitável. Então a dica aqui é: olhe sempre para as mãos do vendedor (no caso, o ambulante), elas falam mais do que o ambiente a volta, que está sempre disfarçado por uma flanela que limpa tanto a bancada como o suor do trabalhador. Olho nas luvas também. Não adianta usar luvas para pegar o pão, se as mesmas mãos enluvadas vão pegar o dinheiro. Todo mundo sabe que "peixe morre é pela boca" e ninguém quer passar o resto do carnaval bancando o Rei do Vaso Sanitário porque a comida tava mais contaminada do que privada de banheiro químico.


2 - Evite comida pesada!!!
Fórmula do carnaval de Salvador: SQNC ² + PAT ³ x MD (Traduzido: Sol Quente Na Cabeça + Paletada* Atrás do Trio x Muita Dança). Acredite, se no meio dessa matemática tu joga uma feijoada, uma dobradinha, um sarapatel... ah meu amigo, o resultado vai ser dor de cabeça, enjoou, tontura etc. Claro que existem os guerreiros por aí que encaram um prato de feijoada às 06h da matina, e depois já vão com abadá e tudo conferir se o bloco tá saindo no horário. Eu não arrisco!!! Até porque, comer essas coisas que entopem a pança, geralmente, causa uma certa leseira, um soninho, uma vontade de ficar jiboiando... Aí é fogo!!! Porque essas comilanças tem o ano todo (qualquer "batida de laje" só vale se terminar em feijoada) e o carnaval é uma vez por ano. Deixar de curtir só porque tá lesado de tanto comer é o fim da picada!!!


3 - Nada de look passarela na avenida!!!
Salvo se você for a Lady Gaga ou uma dessas malucas corajosas que disputam corrida usando salto alto, duvido que você aguente encarar as ruas de Salvador, no meio da multidão, usando sapatos que são lindos e nada confortáveis. Gente, eu já vi mulher na avenida com salto fino e max bolsa acreditando que ia conseguir ver Harmonia do Samba quebrando tudo no bloco "As Muquiranas". Tadinha! Tudo que a criatura conseguiu ver foram os trocentos pés que passaram por cima dela, depois de uma extravagante queda quando parte da bolsa ficou presa na quina do tapume de uma barraquinha. Carnaval é pra você dançar, curtir e descobrir que dá pra ficar linda com short, camiseta e sapatilha (dizem que tênis são mais confortáveis. Mas, como eu não uso, vou de sapatilha mesmo). Outra coisa: Mini saia no carnaval: quanto mais curta, maior vai ser o número de dedadas que vc vai tomar. #ficadica


4 - Não descuide da carteira!!!
Sim! Tudo lindo! Tudo festa! Tudo massa! Mas, a bandidagem não tira folga no carnaval, lembre-se disso. Carteiras, celulares e afins no bolso detrás do short, é quase um pedido de "levem tudo". Todo mundo tá sabendo que só devemos levar o necessário. Então, se vai levar pouca coisa, cuide dessa pouca coisa. Facilite a vida de todo mundo levando dinheiro trocado (assim vc não exibe altas notas nem fica esperando sabe-se lá quanto tempo para o vendedor de água mineral ir trocar a sua nota de R$50 para cobrar R$2,50). Identidade é o único documento essencial para o folião, fazendo par (ou sendo substituída) pela Carteira Nacional de Habilitação. Pra que título de eleitor, CPF, carteira de trabalho e demais documentos??? Mesmo que alguém lhe ofereça um emprego enquanto você pula atrás do trio, é pouco provável que preencha algum cadastro entre um "lepo-lepo"** e outro.


5 - Por fim, Não esqueça a camisinha!!!
Ah papagaio... se tu topasse com uma sábia coruja, ia saber que tá fazendo tudo errado!!! Pois é, fugimos tanto e caímos na conversa de sempre: nada de sair por aí transando sem proteção como se não houvesse amanhã (se tu pegar uma doença braba, pode não haver mesmo). Claro que essa dica vale pro ano todo, mas no carnaval, com o Lepo Lepo** ditando os passos, aquele calor de matar, aquela sensação de oba oba etc e tal, essa dica tem muito mais peso. Duvidando??? Veja quando cai o carnaval, conte uns 08 a 09 meses e observe se não é bem nesse período que começam a estourar na TV reportagens e mais reportagens de crianças abandonadas. Todo ano é a mesma coisa. Tem até nome: Filhos do Carnaval. Então, se você ainda quer aproveitar de outros carnavais sem peso na consciência, se cuide nesse!!!

É isso aí!!! Esse foi o nosso primeiro bloco de reportagens para a preparação do Carnaval Salvador 2014. Na próxima postagens vamos mostrar algumas dicas de customização de abadás!!!

Até a próxima!!!


*Paletada - Baiano usa essa expressão para dizer que vai andar muito ou que foi andando até chegar no lugar muito longe. Por exemplo: eu dei uma paletada do Bonfim até Itapuã (a pessoa foi andando do bairro Bonfim até o bairro de Itapuã)

** Lepo Lepo - Música que tem tudo para ser o hit do carnaval 2014. Falaremos mais dela em outras postagens.

Em tempo: Esse ano a logomarca do carnaval Salvador 2014 é essa aqui:



No ano em que se comemoram 40 anos da criação dos Blocos Afros, a prefeitura de Salvador resolveu prestar uma homenagem com a logomarca da festa.
O tema “40 Anos de Blocos Afro – É Diferente, É Carnaval de Salvador” explora também a campanha de imagem feita pelo órgão em reforçar a ideia de que a cidade é “diferente”.

Para a homenagem ao carnaval, segundo a prefeitura, foram utilizados elementos gráficos que traduzem a cultura, dança e musicalidade típicas das raízes africanas.




A bonequinha do blog, eu que fiz viu?! :-)

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

O que dizer???

Gente, o que dizer depois de ter prometido, pela trocentésima vez, que não ia abandonar o blog e passar quase um ano sem escrever nele??? Me fala o que fazer com uma pessoa dessa!!! É sério, eu tentei, tentei mesmo. Mas, o dia a dia parece que engole a gente e, sei lá, quando pensa que não o dia já acabou, a semana já passou, o mês já terminou, o ano já virou!!!

Aliás, verdade seja dita, mesmo sabendo que o 1 minuto de hoje tem os mesmos 60 segundos de vários anos atrás, nessa era da informação rápida o tempo parece que está muito mais veloz. Parece que tudo passa muito mais rápido (exceto as suas horas de expediente de trabalho... aí o relógio gosta de dá uma arrastadinha). Ou é isso ou eu que não tô acompanhando.

Pare para pensar: quanto tempo tem que você não senta pra conversar com seus amigos, pessoalmente??? Puxe aí da mente a última reunião que vocês fizeram. A imagem vai vir fresquinha na cabeça e vc vai calcular que faz umas duas ou três semanas que vocês se reuniram. Vai parecer que "foi ontem" (e talvez tenha sido mesmo, aí a mensagem não vale pra vc, neh?! rs) Mas, basta conferir a data precisa e talvez já tenha se passado um mês ou mais. É... acho que, além de velha, tô ficando perdida no tempo.

Bom, tentando voltar à ativa, vamos ao que interessa. A minha última postagem aqui foi sobre o início de Amor à Vida (com a já óbvia previsão de que Félix se tornaria o queridinho "(...)Félix Khoury (Mateus Solano) tem tudo para ficar na história dos vilões mais queridos da dramaturgia brasileira(...)"). Nos meus comentários no facebook durante a novela (o já "famoso" -SQN- "novelar" que faço por lá), todo mundo viu que eu me apaixonei pelo Félix. A sua redenção, o seu beijo gay e todo o resto, com certeza, entraram para a história da TV.

Muito diferente de sua antecessora, que começou com um pique frenético, "Em Família" estreou ontem num marasmo total. Com o porre do Laerte num ciúme doentio (enquanto a família fazia cara de paisagem diante do comportamento agressivo do rapaz), nada agradou (pelo menos a mim e a galera que comenta a novela comigo). Chata, arrastada, pesada, mais eficiente que comprido de Rivotril foram alguns dos adjetivos que a thurma usou tanto no Twitter como no Facebook.

Eu confesso, além de gostar muito de novela (das 21h então... foram poucas a que eu deixei de mão), eu gosto de todo o lenga lenga meloso dramático que o Manoel Carlos usa em suas fórmulas para escrever crônicas do cotidiano. Talvez por isso, eu tenha esperança que a novela "bombe" logo logo. Até lá, podem ir cochilando na hora novelística, porque novela do Maneco sempre rola flash back e todas as fontes do drama são explicadas e reexplicadas pelos personagens, para não comprometer o entendimento daqueles que perderam os primeiros capítulos.

Como nem só de novela vive o ser humano, a partir de amanhã vou bancar a baiana boa gente e fazer postagens temáticas sobre a maior festa de rua do mundo: o carnaval de Salvador! Vou fazer apanhados das notícias sobre o que vai rolar na nossa festa e assim a gente vai se preparando para a folia (quem sabe se eu me disfarçar de "repórter" para matérias temáticas eu não engrene no mundo de blogueiras de uma vez por todas).

Até lá, será que se o Justin Bieber gravar uma música dizendo "Blog, blog, blog, oooh / My blog, blog, blog noo / My blog, blog, blog oooh" isso entra na minha cabeça e eu nunca mais esqueço??? Fica a dúvida!!!

http://i.perezhilton.com/wp-content/uploads/2014/01/justin-bieber-egging-could-lead-to-deportation.gif

Até a próxima! :-)

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Félix, a bicha má!!!

Hello people! :-)

Ai! Eu tô toda trabalhada no inglês!!!

Gente... Amor à Vida, a nova novela das 21h, da Rede Globo, começou com TUDO!!! Vamos combinar que ela teve uma forcinha extra: sua antecessora foi "Salve Jorge" (Glória Perez). E ser pior do que os vôos intermináveis da autora, é praticamente uma missão impossível!!!

Os personagens estão se desenhando. Já temos a mocinha de família burguesa que, apesar da cara de boa moça, não conseguia se empenhar nos estudos. Largou a faculdade de medicina, antes mesmo de começar, para viver um amor hippie com.... O cara cabeça-paz-amor, que acha que o mundo é a casa dele. Não quer saber da burguesia, mas adora uma graninha fácil no bolso. O mocinho (o de verdade) que começou perdendo mulher, filho.. e teve uma segunda chance com a menina que encontrou no lixo. Temos também Suzana Vieira fazendo Suzana Vieira (a mesma personagem rica e companheira do marido, como sempre), Antônio Fagundes sendo o mangangão do único hospital da cidade.... Enfim... várias histórias já começaram a se desenhar. Mas, todos os holofotes estão voltados para o vilão que promete ser o mais maléfico de todos os tempos: Félix, a bicha má!

Uma mistura de Carminha (Avenida Brasil), Nazaré Tedesco (Senhora do Destino), Renato Mendes (Celebridade) e Maria de Fátima (Vale Tudo), com uma pitada afetada de Crodoaldo Valério (Fina Estampa), Félix Khoury (Mateus Solano) tem tudo para ficar na história dos vilões mais queridos da dramaturgia brasileira. Com humor na dose certa, ele se revela o perfeito "duas caras" (Na cena que Paloma está no hospital, ele amaldiçoava a irmã, ao tempo que fazia cara de sofrimento para a mãe. Impagável!!!). Se sentindo o filho rejeitado pelo pai, ele não mede esforços e malvadeza para atingir seus objetivos. Ai que mona poderosa!!!

Sem medo de ser feliz, o autor Walcyr Carrasco, não temeu em mostrar o primeiro antagonista homossexual (teve outro??? não lembro! Em qual novela??? Eu só vejo novela da Globo.... e, nelas, eu não lembro de nenhum) que mantém uma família de comercial de margarina apenas de fachada para se tornar mais respeitado perante a sociedade e, mais importante, para ter a aprovação do pai. Chorando lágrimas que atingiram todos os corações dos noveleiros do Brasil, ele confessou à esposa (que pegou ele na traição), que ele apenas deu uma escapulidinha do armário... que se ela não o deixasse, ele trancava o armário com cadeado e jogava a chave fora.... Que ele se esforçou para não ser gay, para não ser diferente, para poder dizer ao pai: Olhe para mim! Eu sou igual a você! (Fico com os olhos cheios d'água só de lembrar). Foi emoção demais para um quarto capítulo de novela!!!

E é isso... Mesmo mostrando esta fraqueza, Félix não vai pensar duas vezes na hora de fazer uma maldade que o ajude a ter mais poder e ser o único herdeiro da família Khoury. É meu doce, é esperar para ver!!!

E, como o povo das redes sociais sempre fareja novos sucessos, nossa biba já tem página no facebook! Clique em Félix, a bicha má e conheça!!!

Mateus Solano ARRASANDO como Félix Khoury, em Amor À Vida
Bjs Anjinhos!!!

Até a próxima! :-)

sexta-feira, 17 de maio de 2013

E a TPM, como vai?

Rapaz... como pode o tempo passar tão rápido??? Minha postagem anterior foi em março... e já estamos em maio!!! PQP! Ou eu estou muito lesa mesmo ou o tempo está rápido com um raio e veloz como um foguete!!!

Aviso aos navegantes: esta postagem é apenas para continuar o projeto "não abandono mais meu blog". Eu estou num dia de cão. Tudo, ABSOLUTAMENTE TUDO hoje está me tirando do sério. O mau humor está às tampas!!! A minha neurose está aqui gritando que todo mundo hoje pela manhã na rua me olhou feio. A auto estima (aff!), que pretensão.... a baixíssima auto estima está, desde do amanhecer, reclamando do cabelo afro que insisto em manter mesmo estando doida pra alisar novamente, das unhas que começaram a descascar, dos quilinhos extras que não querem sair de jeito nenhum, das cores dos mais de quinze batons que tenho e nenhum combina com nada.... Enfim! Hoje o dia está daquele jeito: UM INFERNO!!!

Tirando os motivos racionais que tenho para estar furiosa, a exemplo da infeliz manutenção da Oi Velox que me deixou sem internet em casa (agora estou no trabalho) desde de ontem (e o sinal só volta hoje meia noite), eu confesso que toda essa ira, que está de mãos dadas com uma vontade inacreditável de chorar, tem nome, sobrenome e nome do meio: Tensão Pré Menstrual!!!

NÃOOOO!!! Parem de dizer que isso é desculpa de mulher. Pode até ser que algumas usam de desculpa. Mas, se vc não sabe o que é amanhecer o dia com raiva de não sei o que, querendo matar não sei quem, por motivos que vc não faz idéia, SHIUUUUUU!!! Cale a boca que vc não sabe o que está dizendo!!!!

É uma angústia sem fim vc sentir raiva ou imensa tristeza, com choros e lágrimas intermináveis, sem ter um único motivo real para isso. Vc fica doido pra gritar com alguém e, por "increça que parível", nenhuma alma sequer olha torto para vc ou lhe dá um bom dia atravessado. Vc não consegue se livrar do sentimento, não entende porque está assim, e aí é ladeira abaixo: a voz do companheiro irrita, a pergunta do filho irrita, a fila da padaria irrita, uma garrafa vazia na geladeira é motivo pra um tsunami e a insistente pergunta (de quem quer que seja): "ta tudo bem com vc hoje?" tem grandes chances de terminar em tragédia!!!

RAIVA RAIVA RAIVA.... choro choro choro..... ME DEIXE EM PAZ... não me deixe sozinha... VÁ PRO INFERNO... fique aqui.. EU NÃO SEI... vc não me entende.... Essas e outras expressões mostram um pouquinho da loucura que a bagunça dos hormônios provocam na gente. Que provocam em mim pelo menos. Mesmo tentando manter o equilíbrio, eu já desistir de brigar com a TPM. O fato de insistir em viver este período como vivo qualquer outro, já me fez surtar no trabalho, ofender colegas, brigar em casa, gritar com meu filho... NÃO! Não insisto mais. Eu chego e aviso: Olha, hj eu não tô legal, tô irritadiça, é a TPM. Quem já conhece, além de me deixar isolada e em paz, alerta sabiamente quem não conhece.

O meu único companheiro nessa hora é o CHOCOLATE: em forma de bombons, em barra, em palitinhos... não importa!!! Comprovado cientificamente ou não, ele é o único que consegue aliviar parte do meu stress e acalentar parte da minha tristeza!!! Namorado já sabe... não erra mais... a TPM chegou?! Pois, ele chega junto com pacotinhos e mais pacotinhos de chocolate. Além de me deixa ouvir som no último volume (sem fazer cara feia ou pedir para diminuir) e, por último, porém não menos importante, só fala comigo o estritamente necessário (traduzindo: só fala comigo se eu falar com ele). Pronto! Qualquer coisa fora desse script é motivo para derrubar a casa!!!

Então, fica a dica: Povo, quando a pessoa estiver com TPM, por favor, levem a sério. Mesmo que a “TPMistas” queiram ser gentis, elas não vão conseguir e a coisa só vai piorar. Existem várias coisas que (dizem por aí), diminuem o efeito da TPM. Um médico me aconselhou a diminuir o café, os doces... quando ele disse: reduza o consumo de chocolate... Eu levantei e disse: Pode parar com isso! O senhor pretende que eu cometa quantos assassinatos??? Se eu tirar o chocolate, eu enlouqueço de vez!!!

Com toda ira que consigo usar para apertar as teclas, vou ficando por aqui.... FURIOSA!!!!


Até a próxima!!! >:-/

segunda-feira, 4 de março de 2013

50 Tons de Comércio

Não! Eu não abandonei o blog coisa nenhuma! Eu estava curtindo a ressaca das férias cuidando da minha fazendinha virtual e montando quebra-cabeça no fundo do mar. Isso no note de my love, porque minha placa mãe, toda cheia de si, resolveu oxidar e agora pra ligar ela tem que estar fora do período de TPM, a lua não pode estar totalmente cheia, nem totalmente minguante e nem com transição completa... além do vento, que deve estar soprando a 135km ao sul. Frescura pouca, é bobagem!

Bem bem bem.... partindo para o que interessa, vc já leu "50 Tons de Cinza"??? Caso não, está perdendo um conto de fadas com um punhadinho de pimenta. Caso já tenha lido, sabe da decepção que vou falar agora.

O romance não tem nada demais. A boa, velha e funcional fórmula da moça pobre, insegura e desajeitada (um pouco de todas nós, mulheres) que se apaixona por um cara rico, bonitão e poderoso, que não mede esforços para estar perto da mulher dona dos seus desejos (sim, a mesmo moça pobre, insegura e blábláblá). A sacada diferencial deles está na pitada de pimenta chamada BDSM (Bondagem Dominação Submissão e Masoquismo), que foi apresentada de forma inteligente: não choca brusca e negativamente quem não conhece, nem desmoraliza a prática (não ofendendo, assim, seus praticantes).

A forma como as cenas sexuais são escritas de um jeito, digamos, sábio. Tanto o chamado sexo baunilha como o sexo do "Quarto vermelho da dor" provocam um arrepiozinho (e curiosidade) até nas moças mais beatas, mesmo quando o pique surpreendente de Christian Grey fazem as mais entendidas no assunto, ficarem desconfiadas da recuperação na velocidade da luz do rapaz. As emoções de Anastasia também são passadas de uma maneira que prende (literalmente) o leitor.

Pow... se a fórmula é boa, se as cenas quentes cumprem seu papel de "excitantes", se vc consegue ficar ansiosa junto com a mocinha, qual o problema do livro afinal??? O problema é que ele foi feito pura e simplesmente para venda em massa e lucro alto da autora.

Ora, ora Faby, mas todo livro não visa venda e lucro??? E eu lhe respondo: Sim, visa. Mas não deixam isso transparecer assim com tanta cara de pau. O "héroi" da história dá pistas de várias coisas que podem ter acontecido com ele e afetaram, de forma definitiva, a sua personalidade: ele tem problemas com desperdício de comida, toca sempre músicas tristes quando está ao piano, nunca antes havia praticado sexo baunilha, tem cicatrizes no peito etc, além de se recusar a falar claramente sobre o seu passado. A amiga da mocinha, a tal da Kate, fala do héroi para a mocinha como se conhecesse algo pessoal dele (ainda que, aparentemente, eles nunca tinham se cruzado antes) e se mostra disposta a defender Anastasia, se for necessário. Essas e outras suspeitas são levantadas no livro e, pasmem, não tem sequer uma pista para desvendar os tais segredos.

Para me fazer entender melhor, vou citar duas histórias que, falem o que quiser, foram sucesso tanto nos livros como no cinema: Harry Potter e Crepúsculo. No primeiro, o grande segredo é saber porque o menino, ainda bebê, sobreviveu ao ataque do bruxo mais diabólico e poderoso do mundo. No entanto, em cada livro a um mistério que é criado e revelado. No segundo, a grande sacada era dizer como um vampiro e uma humana viveriam um grande amor. Cada livro traz uma emoção que é criada e vivida naquele momento. Em ambos os casos, parece que as autoras começaram assim, de maneira displicente, a nos contar uma história que elas gostam muito e não sabiam ao certo onde ia dar... A medida que iam contando, a gente ia se envolvendo, elas iam se empolgando e as histórias iam de desenrolando.

Isso não acontece em 50 Tons de Cinza. Todo o mistério criado, sem que nada seja realmente revelado, obriga o leitor a devorar 50 Tons Mais Escuros e 50 Tons de Liberdade (sim, só no último livro tudo é revelado). Vc leu o que escrevi? "obriga o leitor".... Vamos pela obrigação de ter que ler para saber, não vamos pelo prazer de saber a continuidade da história. Taí minha grande decepção!

Claro que, uma legiãoooooooooo de fãs se apaixonou perdidamente pela história e foi devorar os outros livros correndo, sem pensar em mais nada. Mas eu achei uma baita sacanagem da autora e simplesmente me recuso a ir comprar os outros dois livros. Prefiro que os filmes fiquem prontos para que eu possa fazer download e assistir em casa. Para mim, que amo ler, que amo me envolver naquelas páginas cheias de letrinhas que me levam a mundos mágicos, é uma tristeza vergonhosa preferir o filme ao livro. Fazer o que né? Se houvessem mais Pedras de Granitos no mundo, o tiro da autora sairia pela culatra!!!

Bom galerinha... é isso aí! Lembrando que eu gostei da história de um modo geral, que leitura é sempre bem vinda e, mais importante, o que está escrito aqui é, apenas, a minha opinião. Afinal, como o subtítulo do blog já diz: Quem tem seu blog, escreve o que quer! ;-)

Até a próxima!